Curso de Gestão de Recursos Hídricos capacita famílias sobre uso racional da água

A Cáritas Diocesana de Pesqueira tem como uma de suas Prioridades Estratégicas a Defesa e Promoção de Direitos, Construção e Controle de Políticas Públicas. Nesse sentido, executa projetos que promovem um direito humano fundamental, o acesso à água de qualidade para o consumo. Através do Programa Estadual de Apoio ao Pequeno Produtor Rural (ProRural), a instituição está construindo, no município de Pedra, no Agreste de Pernambuco, 430 cisternas de 16 mil litros, que tem a finalidade de garantir o acesso à água limpa para beber, cozinhar e tomar banho. 

Ao receber essas tecnologias sociais, as famílias agricultoras passam por processos formativos que capacitam os agricultores para a utilização correta dessa água, como é o caso do curso de Gestão de Recursos Hídricos (GRH). O objetivo dessa capacitação é formar as famílias que irão receber as cisternas em temas relacionados à gestão correta da água e ao seu uso de forma sustentável. Nas formações, as famílias compartilham orientações sobre práticas de Convivência com o Semiárido, a partir da experiência do gerenciamento racional da água, e passam a ser agentes multiplicadores do uso consciente de recursos hídricos dentro das comunidades onde vivem.

Como cronograma das atividades do ProRural, a Cáritas Diocesana de Pesqueira realizou, nos dias 07 e 08 de fevereiro, um curso de GRH para 37 famílias de quatro comunidades beneficiadas pelo programa no município de Pedra. “Além do cuidado com a água, na capacitação de GRH os agricultores e agricultoras também aprendem sobre as formas corretas de manter a cisterna, a importância na manutenção os telhados sempre limpos, o porquê da cisterna ter a cor branca, e dicas de limpeza e organização da tecnologia social”, afirmou Edicleison Santos, assessor técnico da Cáritas Diocesana de Pesqueira.

WhatsApp Image 2019-02-08 at 16.01.34

WhatsApp Image 2019-02-08 at 16.01.35

WhatsApp Image 2019-02-08 at 16.01.37

As cisternas tem mudado a realidade de muitas famílias das regiões Semiáridas do nosso país. Graças a elas, os agricultores podem armazenar água das chuvas e, dessa forma, conseguem conviver em áreas de estiagem sem precisar se deslocarem por longas distâncias. A cisterna de primeira água, destinada para o consumo humano, é instalada ao lado das casas e tem a possibilidade de suprir esse recurso para uma família por até oito meses.

Por Núcleo de Comunicaçãoda Cáritas Diocesana de Pesqueira


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *