Cáritas Paroquial inicia projeto inclusivo para ensinar a arte da Renda Renascença

Após viverem anos de sonhos, finalmente o grande momento chegou. As Mulheres de Renda – um grupo assessorado pela Cáritas Diocesana de Pesqueira – finalizaram o ano de 2019 com a inauguração do projeto Escola da Renascença, na cidade de Poção. A iniciativa será um espaço para transmissão de conhecimentos do ofício da renda renascença como patrimônio local do município.

O Grupo Mulheres de Renda que nasceu da Cáritas Paroquial Cruzeiro de Poção é formado por rendeiras que preservam e perpetuam o ofício e arte da renascença no Agreste Pernambucano. E com a preocupação em dar continuidade à tradição dessa arte, bem como, a sua importância para geração de renda e autonomia financeira, o Grupo vai iniciar as oficinas com 28 alunos (as) de 11 a 16 anos.

O curso é totalmente gratuito e terá a duração de oito meses, sendo conduzido pelas rendeiras do Grupo que irão se dedicar de forma voluntária para repassar os conhecimentos acerca da arte.

“Eu não tenho nem palavras pra descrever o quanto sonhamos com isso. Com essas novas tecnologias, muitas crianças e adolescentes estão esquecendo as suas origens, aqui no nosso caso é a renda renascença. Não queremos que isso aconteça, queremos repassar o ofício, e também, aprender novas coisas junto com essa juventude”, afirmou Terezinha Duarte, integrante do Grupo Mulheres de Renda.

O projeto Escola da Renascença é uma iniciativa da Cáritas Paroquial Cruzeiro de Poção em parceria com o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS-CNBB) e com o apoio da Cáritas Diocesana de Pesqueira e da Paróquia Nossa Senhora das Dores.

Projeto Escola da Renascença


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *