Cáritas Diocesana de Pesqueira promove 2º módulo de Ciclo Formativo para mulheres

Nos dias 01 e 02 de dezembro, a Cáritas Diocesana de Pesqueira realizou o 2º módulo do Ciclo de Formação em Economia Popular Solidária, desta vez com a temática “Segurança alimentar, comercialização solidária e Bem Viver”, junto com as mulheres atendidas pelo projeto “Mulheres: Autonomia para a Incidência Política no Agreste e Sertão Pernambucano”, em parceria com a MISEREOR.

O encontro aconteceu no auditório do Hotel Independente, na cidade de Pesqueira, e teve como principal objetivo o fortalecimento da discussão e das experiências de agricultoras familiares, através do compartilhamento e da construção coletiva de conhecimentos acerca da temática.

Dentro da programação, o professor e Coordenador do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), Reginaldo Xavier, trouxe uma discussão sobre a construção de entendimentos sobre soberania alimentar e nutricional, apresentando o conceito de segurança alimentar e insegurança alimentar em seus três níveis: leve, moderada e grave. Além disto, Reginaldo também fez um debate sobre o direito humano à alimentação.

Um outro momento foi a roda de conversa para trocas de experiências, aonde os participantes puderam conhecer um pouco algumas propriedades com experiências exitosas, entre elas a diversificação da produção em quintal produtivo, de Maria José Ramalho e Célia Iracema, na comunidade Malhada Branca em Buíque; a diversificação da propriedade Recanto Feliz, da agricultora Iraci Barbosa, no sítio Laguinha, em Buíque; e a experiência do secador solar para o beneficiamento e conservação de alimentos, como tecnologia social, do médico veterinário Eromildes Brandão, mais conhecido como Cabotam, na região metropolitana do Recife.

No segundo dia de encontro, o grupo seguiu para o município de Sanharó para conhecer a Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária, e a experiência da Horta Municipal Professor Astrogildo de Matos (uma inciativa do poder público municipal, que produz e distribui alimentos para escolas públicas e hospital da sede do município), ambas as experiências em Sanharó

E para finalizar a programação do módulo formativo, a programação contou com uma roda de conversa com a socialização de experiências de comercialização solidária, composta pelas: Experiências Fundo Rotativo Solidário Mulheres Guerreiras e a Comercialização para o PNAE realizado pelo Grupo Mãos na Massa, da comunidade Salobro, apresentado por Luedja de Cássia; da Rede Mulheres empreendedoras de Buíque e do espaço da Bodega Matuta, apresentado por Maria José Ramalho; e da experiência da Feira Agricultura Familiar e Economia Popular Solidária de Sanharó, feita pelo técnico do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Marcelo Arisson.

Sobre o Ciclo de Formação

O Ciclo de Formação em Economia Popular Solidária tem como objetivo contribuir para a troca de experiências e de (re)construção de conhecimento entre mulheres agricultoras e artesãs do território da Diocese de Pesqueira, através da contextualização, aprofundamento e debate de questões teóricas e práticas sobre a comercialização de produtos da agricultura familiar e economia popular solidária, visando o fortalecimento de inciativas locais com foco na segurança alimentar e nutricional, autogestão, geração de renda, vendas online e em processos de transição agroecológica.

WhatsApp Image 2023-01-04 at 11.48.58 (11)

WhatsApp Image 2023-01-04 at 11.48.58 (9)

WhatsApp Image 2023-01-04 at 11.48.58 (7)

WhatsApp Image 2023-01-04 at 11.48.58 (4)

WhatsApp Image 2023-01-04 at 11.46.41 (2)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *